• Sandro Alves

A PERGUNTA CERTA PODE MUDAR A SUA EMPRESA

A pergunta certa pode ser exatamente o que sua empresa precisa para surpreender clientes, colaboradores e o mercado. A pergunta certa pode mudar tudo enquanto a pergunta errada pode manter tudo do mesmo jeito, pois leva ao mesmo conjunto de respostas e práticas.


Deixe-me te contar uma pequena história sobre como a pergunta certa pode ser poderosa para o futuro de uma empresa.

O homem da foto ao lado faz parte da história das telecomunicações no mundo. Este é Martin Cooper. Ele foi engenheiro da Motorola, uma gigante global do setor de telecomunicações.


O telefone banco, enorme, na mão esquerda de Martin foi o primeiro celular registrado pelo FCC nos Estados Unidos para comercialização e fabricação em série. Foi o primeiro telefone celular disponível comercialmente em todo o mundo. E a ideia desse aparelho surgiu da pergunta certa feita pelo próprio Martin Cooper, o inventor do DynaTAC 8000x.


Os telefones, antes do sistema celular, eram aparelhos conectados à rede de telefonia através de um cabo e ficavam instalados em um lugar fixo nas casas. Por isso eram chamados de telefone fixo. Nas áreas rurais, o telefone costumava ser compartilhado e a distinção para saber se uma ligação era para uma fazenda ou outra, era o padrão de toque ao soar o telefone.


Martin ficou intrigado com essa situação dos telefones fixos. Quando você ligava para uma pessoa, você ligava para alguma lugar - a casa ou o escritório de alguém. Mas Martin se incomodava com isso ao ponto de um determinado dia ter feito uma pergunta que mudou a forma como nos comunicamos atualmente. Ele fez a pergunta certa.


Martin Cooper fez a seguinte pergunta: "por quê é que quando queremos ligar e conversar com uma pessoa, temos que ligar para um lugar, para a casa ou o escritório dele/dela?" Martin estava intrigado com o sistema de telefonia fixa que não nos permitia receber ou fazer uma ligação em qualquer lugar, em movimento e a qualquer hora.


A simples pergunta de Martin levou-o a projetar um telefone que podia ser carregado com você, para qualquer lugar, e receber ou fazer uma ligação. O telefone não mais precisaria estar preso a uma parede de sua casa, não precisa mais ser um telefone fixo. Atualmente, em 2020, o telefone fixo está praticamente extinto de nossas casas. Usamos basicamente o telefone celular.


CRIE UMA CULTURA ABERTA ÀS PERGUNTAS


A excelente pergunta feita por Martin Cooper levou a uma inovação que mudou a forma como as pessoas se comunicam em todo o mundo. A pergunta de Martin levou a Motorola a investir e criar uma inovação que mudou sua história.


No entanto, muitas empresa não gostam de perguntas. Para estas muitas empresas, fazer perguntas é uma perda de tempo e elas estão sempre com pressa para gerar resultados. Estão sempre correndo e mal percebem que uma boa pergunta poderia fazer enorme diferença. Poderia mudar tudo, para melhor.


A pergunta certa poderia levar a sua empresa a rever processos, comportamentos, produtos, serviços e promover melhorias operacionais e organizacionais que representariam mais eficiência e melhores resultados. Uma boa pergunta é capaz de alterar o status quo de uma área ou até mesmo de toda a empresa.

Albert Einstein costumava dizer que se tivesse uma hora para resolver um problema, usaria os primeiros 55 minutos para determinar a pergunta apropriada a ser feita, pois uma vez que soubesse a pergunta apropriada, poderia resolver o problema em menos de cinco minutos.


A nossa aversão às boas perguntas nos levam a falhas de planejamento e erros de execução. O resultado final é mais custo para a empresa e frustração para os funcionários, pois não conseguem ver bons frutos dos seus esforços.


Isso tudo tem muito a ver com a cultura e as lideranças da empresa. Sem uma cultura aberta às perguntas, aos questionamentos produtivos, as pessoas se fecham e a empresa caminha para a estagnação. Nenhuma inovação surge dentro de um ambiente averso a perguntas e questionamentos.


Portanto, se quer inovar em sua empresa você terá que fomentar um ambiente aberto às perguntas, aos questionamentos. As perguntas certas serão capazes de mudar a sua empresa e alavancar os resultados. As perguntas erradas irão apenas manter o status quo e os resultados não virão.


A origem de todas as inovações brilhantes está no fazer a pergunta certa. A pergunta certa pode ser um agente perturbador e tirar toda uma empresa do marasmo, da mesmice. Para fazer a pergunta certa você e sua equipe vão precisar de duas coisas: conhecimento e prática, muita prática.


Conhecimento para ter essência e poder ter o que perguntar. Este conhecimento pode vir da experiência em uma atividade ou da teoria formal. Prática, pois é preciso fazer, praticar e criar o hábito e abertura para que as pessoas se sintam a vontade para perguntar e questionar o que quiserem.


Fique Ligado!




1 visualização

Copyright © Conhecimento em Ação | Sandro Alves | (81) 98635-2293

  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco