• Sandro Alves

ECONOMIA DA EXPERIÊNCIA E A ARTE DE VENDER MAIS.

Temos ouvido muita gente falar sobre EXPERIÊNCIA DE CONSUMO, ou simplesmente Experiência, referindo-se a importância de oferecer para os clientes algo mais do que apenas bens/produtos e serviços.


Mas como surgiu e o que significa este termo EXPERIÊNCIA e o que você ou seu negócio tem a ver com isso? Estas são as principais perguntas que eu tentarei responder neste texto. Fique Ligado até o final. Eu garanto que vai valer a pena.


COMO SURGIU O TERMO EXPERIÊNCIA E O QUE ISSO TEM A VER COM VOCÊ?


A palavra experiência, que era regularmente usada para se referir ao conhecimento adquirido por alguém através da prática ou da vivência, passou a ter um outro significado para os negócios e para a economia como um todo.


Experiência passou a representar o conjunto de sensações experimentadas por uma pessoa durante sua jornada de compra. A passagem para uma economia da experiência se deve, principalmente, mas não somente, a evolução tecnológica e ao aumento fabuloso da concorrência. Produtos e serviços se tornaram abundantes e acessíveis.


Com um mercado extremamente competitivo, disponibilizando crédito e oferecendo uma quantidade abundante de produtos e serviços, diferenciação passou a ser o que separa a vida e a morte no mundo dos negócios.


Para se diferenciar é preciso criar experiências encantadoras e oferecer sensações memoráveis aos clientes. Somente assim será possível evitar que as margens desapareçam e que os clientes comprem somente com base somente no preço.


Para Pine e Gilmore as sensações representam uma nova era econômica. A primeira era foi a da agricultura, a segunda foi a revolução industrial e a terceira foi a era dos serviços. Quando uma pessoa paga por um serviço ela está pagando para por um conjunto de atividades intangíveis executadas em seu interesse.


Mas quando ela paga por uma sensação, ela espera desfrutar de um conjunto de eventos memoráveis que a empresa cria e entrega com o objetivo de envolver o cliente de uma forma única, personalizada.


O termo experiência tem origem muito provável com Joseph Pine II e Jame Gilmore, com a publicação do livro The Experiencia Economy em 1999. Neste livro, os autores analisam como empresas bem sucedidas criam e entregam sensações que envolvem os clientes de forma personalizada e diferenciada.


Com isso essas empresas conseguiram se destacar, viram suas margens crescer e fugiram da briga pela venda com base em preço. Empresas como Disney, Apple, Starbucks, Harley Davidson e Hard Rock Cafe são exemplos de empresas que sabem explorar muito bem a economia da experiência e ganhar milhões.


A boa notícia é que você pode aprender com estas empresas e transformar o seu negócio. Conheça o caso da Starbucks. Como ela se reinventou e saiu da quase falência para se tornar uma empresa multibilionária.


Fique Ligado!


Gostou deste texto? Então, que tal se inscrever para receber atualizações sobre como sair do caos, ganhar mais e viver melhor diretamente no seu e-mail?


É simples. Basta deixar o seu melhor e-mail na página inicial. E não se preocupe pois seus dados estão seguros e não enviamos spam.


13 visualizações

Copyright © Conhecimento em Ação | Sandro Alves | (81) 98635-2293

  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco